Ano Hana

4 de jan de 2013


Sinopse: Seis amigos de infância crescem e de repente tomam rumos diferentes na vida e passam a se tratar como completos desconhecidos, motivados por um acontecimento triste do passado. Mas o retorno de um desses amigos vai fazer o tempo voltar a se mexer de novo de onde ele parou. Jintan se tornou um Hikikomori, que vive praticamente o tempo todo dentro de casa apenas jogando games. Não quer mais ir para a escola ou muito menos ter que lidar com outras pessoas. A pessoa que consegue fazer com que ele volte a interagir com o resto do mundo e vá procurar os outros amigos de infância, é a Menma. Tudo por causa de um desejo que ela precisava que fosse realizado: mas para isso, todos os amigos precisam estar juntos novamente. Segundo anime do Noitamina produzido pelo time que fez Toradora! Com direção de Nagai Tatsuyuki (Honey and Clover II e Toradora!)


Ano: 2011
Gêneros: Drama, Cotidiano.
Episódios: 11/11
Fansub: Dollars




Episódio 1
Nome: Ano Hana.
Fansub: Dollars
Tamanho: 90MB
Uploader: ??

Episódio 2
Nome: Ano Hana.
Fansub: Dollars
Tamanho: 90MB
Uploader: ??
Karaokê no Japão

29 de dez de 2012


História e origem do karaokê
Você provavelmente sabe que Karaokê ( カラオケ ) é uma palavra japonesa. É uma mistura de duas palavras – kara (“vazio”) + oke de “okesutura” (abreviação de “orquestra”). Se trata de um passatempo muito apreciado no Japão, onde cantores amadores cantam junto com uma música gravada instrumental. O Karaokê surgiu na década de 70 e passou por muitas evoluções nessas 40 décadas.

Mas qual o motivo para o karaokê ser tão apreciado para o povo japonês?
O karaokê dá oportunidade às pessoas de se sentirem como cantores profissionais, mesmo que acompanhados de um microfone e com uma ajudinha de uma “orquestra eletrônica”. Acredita-se que tenha nascido do desejo das pessoas de cantar, e só quem conhece o Japão de perto, consegue imaginar o quão enraizado e grande é o vínculo dos japoneses com esse tipo de passatempo musical.


Karaokê nos anos 90


Nos anos 90, surgiu as primeiras máquinas interativas Tsuushin karaokê, que permitia selecionar músicas a partir de um controle remoto. Nessa época, o Karaoke atingiu o auge de sua popularidade no Japão e subiu de 280 mil a 350 mil karaokês, onde cerca de US $ 10 bilhões de dólares por ano.
Foi na década de 90 também que ocorreu o boom internacional e o Karaokê se espalhou no exterior, primeiramente na Coréia do Sul e China, depois o Sudeste Asiático, e em seguida, EUA e Europa. Hoje em dia, o fenômeno Karaokê é conhecido no mundo todo, inclusive no Brasil, embora as salas privadas (Karaokê Box) sejam raras de encontrar. Pelo menos eu não conheço nenhuma…
Bem que eu queria que os Karaokê Box fizessem sucesso por aqui, pois é um passatempo prazeroso, mesmo para quem não sabe cantar nada. É uma ótima maneira de tirar o estresse na companhia dos amigos, além de ser uma forma de entretenimento que agrada pessoas de qualquer sexo, idade e nível social.



16 Life

26 de dez de 2012



Sinopse: Saya é uma colegial normal, que esconde um desejo de ser uma cantora.
Um dia depois da aula, Saya resolve se divertir no karaokê, mas enquanto ela estava cantando entusiasmada a musica de seu cantor favorito, alguém que estava passando pela sala de karaokê resolve parar e espiá-la.
Quem será que está espiando Saya? Será o seu cantor favorito, Takase Kazuki?

Autor: Aikawa Saki.
Ano: 2010.
Volumes: 2
Gênero: Romance, vida escolar e shoujo.
Volume 1
Volume Completo
Tamanho: 97MB


Volume 2
Volume Completo
Tamanho: 93MB


Lenda - Happyakubikuni




Happyakubikuni é uma lenda japonesa que fala a respeito de sereias. Ao redor de todo o planeta existem diferentes lendas, a respeito destes seres fantásticos. No Japão a lenda é mais ou menos assim:

"No ano de 654, nasceu a filha de Takahashi, um homem poderoso e de grandes posses. A garota era perfeita e muito amada por sua família, e ao completar 16 anos, foi convidada junto à sua família para jantar na casa de um misterioso homem que aparecera como que do nada na vila, misturando-se aos outros habitantes.

Takahashi, sua família e mais alguns vizinhos foram até a casa do homem e lá se depararam com uma moradia extremamente luxuosa. Ainda que abismados com o tamanho do lugar, o homem os guiou por toda sua casa, mostrando-a de bom grado a eles. Mas, ao chegarem à cozinha, viram sobre a tábua de carne algo intrigante. Dois cozinheiros, parados próximos à tábua, cochichavam entre si, espantados com o que teriam de preparar.

'O que é isso..?'

'É isso que teremos de cozinhar?'

Takahashi pôde ouvir o receio no tom dos homens, e sabia que não era para menos. Sobre a tábua repousava uma criatura pequena; dos ombros para baixo era como um peixe, mas possuía dois braços esbranquiçados e uma cabeça infantil de cabelos ressecados. Na mão de um dos cozinheiros havia uma faca, mas ele não parecia muito à vontade em usá-la...

Algum tempo depois a refeição foi servida, mas nenhum dos convidados parecia conseguir tocar a comida, enojados. Takahashi, disposto a ir embora o quanto antes, resolveu despedir-se rapidamente, mas o homem entregou-lhe um embrulho com a carne da criatura embalada, como presente.

Ao voltar para sua casa, a filha de Takahashi parecia extremamente interessada no presente que seu pai recebera, e num descuido do mesmo, acabou comendo um pedaço, mas a surpresa fora imediata: a carne tinha um sabor inigualável, e tomada por seu gosto maravilhoso, a garota acabou comendo tudo que haviam recebido como cortesia.

Desse dia em diante a garota nunca mais envelheceu.

Muitos anos depois da morte de seus pais e familiares, a garota decidiu raspar todo seu cabelo e adotar o nome de Happyakubikuni. Ela peregrinou pelo país, pregando as doutrinas do budismo e levando palavras de fé para as pessoas. Diz-se que após "completar sua missão" ela se refugiou em uma gruta e de lá nunca mais saiu."